RESGATANDO OS VALORES CRISTÃO

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
VOTAÇÃO
O QUE ACHOU DOS ESTUDOS?
BOM
ÓTIMO
LEGAL
PRECISA MELHORA
RUÍM
Ver Resultados
  • Currently 2.16/5

Rating: 2.2/5 (70 votos)

ONLINE
1

CURIOSIDADE NO LIVRO SEGUNDO MARCOS
CURIOSIDADE NO LIVRO SEGUNDO MARCOS

 

INTRODUÇÃO: Dé acordo com DAKE, Não há a genealogia de Cristo, pois quem dá a genealogia de um servo? Durante todo o livro Marcos, Cristo é visto como servo de Jeová (Is 42.1-21; 50.4-11; 52.13-53.12; Zc 3.8; Mc 10.45; Fp 2.5-8). (DAKE, 1995).[i] O livro não diz nada a respeito do nascimento de Jesus e dos primeiros anos de sua vida. (BÍB.ALMEIDA, ARA)[ii]

AUTOR: Marcos, foi filho de Maria, de Jerusalém, (At 12.12). Parente de Barnabé, (Cl 4.10). Considerado filho de Pedro na fé (1Pd 5.13), de acordo com Thompson, A tradição afirma que Marcos foi companheiro de Pedro, razão por que esse livro é chamado “O evangelho de Pedro” por alguns escritores antigos. É geralmente aceito que Pedro tenha proporcionado ou sugerido grande parte do material encontrado no livro. (BÍB. THOMPSON, 1992, p1406)[iii] Autoria de Marcos é estabelecida por certas considerações externas. Apesar do título, "De acordo com Marcos," não é original, ele aparece em todas as listas canônicas antigas e muitos manuscritos antigos e é pensado para ter sido acrescentado muito cedo na história do texto. Em segundo lugar, pais da igreja primitiva, como Papias ( AD 140), Justino Mártir ( AD 150), Irineu ( AD 185) e Clemente de Alexandria ( AD 195), todos afirmam que Marcos escreveu o segundo Evangelho. (BÍB. GENEBRA,)[iv]. O mais antigo testemunho da autoria de Marcos tem origem em Papias, bispo da igreja em Hierápolis (cerca de 135-140 d.C.), testemunho que é preservado na História Eclesiástica de Eusébio. Papias descreve Marcos como "intérprete de Pedro". Embora a Igreja antiga tenha tomado cuidado em manter a autoria apostólica direta dos Evangelhos, os pais da Igreja atribuíram coerentemente este Evangelho a Marcos. (BÍB. PLENITUDE).

DATA: Robert Gundry afirma que Marcos foi o primeiro evangelho a ser escrito. (GUNDRY, 1978, p. 85)[v] A maior parte das evidências sustenta uma data entre 65 e 70 d.C. O Evangelho em si. Especialmente o cap. 13, indica ter sido escrito antes da destruição do templo em 70 d.C. Alguns pais da Igreja (e.g., Ireneu) afirmavam que Marcos escreveu depois da morte de Pedro, por volta de 67 d.C. (BIB. ARQUEOLOGICA[vi]), No entanto, muitos outos acreditam que o Evangelho foi escrito antes, talvez nos anos 50 d.C. Esta determinação da data se baseia na crença de que o Evangelho de Lucas e o Livro de Atos foram escritos antes da morte de Paulo (aproximadamente no ano 64 d.C.), e conseqüentemente o Evangelho de Marcos (uma das fontes de Lucas) teria sido escrito antes. (SANNER, )[vii]

LUGAR DE ORIGEM

Segundo a tradição da igreja primitiva, Marcos foi escrito “nas regiões da Itália” (Prólogo antimarcionita) ou, mais especificamente, em Roma (Ireneu e Clemente de Alexandria). Esses mesmos autores associam estreitamente ao apóstolo Pedro a composição do evangelho de Marcos. As provas acima condizem com 1) a probabilidade histórica de que Pedro estava em Roma nos últimos dias de sua vida e foi aí martirizado e com 2) a evidência bíblica de que Marcos também estava em Roma por volta da mesma data, estando estreitamente ligado a Pedro (v. 2Tm 4.11; 1Pe 5.13, em que a palavra “Babilônia” é provavelmente criptograma referente a Roma). BÍB. ESTUDO NVI)

Contexto Histórico

Conforme a Bíblia de estudo Plenitude em 64 d.C., Nero acusou a comunidade cristã de colocar fogo na cidade de Roma, e por esse motivo instigou uma temerosa perseguição na qual Paulo e Pedro morreram. Em meio a uma Igreja perseguida, vivendo constantemente sob a ameaça de morte, o evangelista Marcos escreveu suas "boas novas". Está claro que ele quer que seus leitores tomem a vida e exemplo de Jesus Cristo como modelo de coragem e força. O que era verdade para Jesus deveria ser verdade para os apóstolos e discípulos de todas as idades. No centro do Evangelho há o pronunciamento explícito de "que importava que o Filho do Homem padecesse muito, e que fosse rejeitado pelos anciãos, e pelos príncipes dos sacerdotes, e pelos escribas, e que fosse morto, mas que, depois de três dias, ressuscitaria" (8.31). Esse pronunciamento de sofrimento e morte é repetido (9.31; 10.32-34), mas torna-se uma norma para o comprometimento do discipulado: "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me" (8.34). Marcos guia seus leitores à cruz de Jesus, onde eles podem descobrir o significado e esperança em seu sofrimento. (BÍB. PLENITUDE)[viii].

TEMAS

O evangelho de Marcos inclui os seguintes temas:

  1. Jesus, o Filho de Deus. O relato de Marcos revela a autoridade de Jesus 1) como mestre (1.21,22); 2) para perdoar pecados (2.5-12); (BÍB. ARQUEOLOGICA).

3) sobre o sábado (2.27,28), os espíritos malignos (3.20-27), a natureza (4.35-41; 6.45-52), a Lei (7.1-20), o templo (11.12-19,27-33; 12.1-12) e o mistério do Reino de Deus (4.10,11). DESTAQUE

  1. Jesus, o Filho de homem. Jesus não recuou diante da profanação ritual, da contaminação física e da corrupção moral. Seu toque de amor demonstrava compaixão e acessibilidade.
  2. Jesus, o Messias.O sofrimento, a rejeição e a morte de Jesus foram fundamentais para o caminho divino da salvação. Marcos revelou a falta de capacidade dos discípulos, no início, para reconhecer a identidade e o papel messiânicos de Jesus.
  3. Jesus, um modelo de sofrimento. Jesus falou abertamente de seu sofrimento e morte e advertiu seus discípulos de que eles também enfrentariam tribulação.
  4. Jesus, o Salvador de todo os que creem. Jesus é o Salvador de todos os que o recebem pela fé. O evangelho de Marcos destaca o ministério de Jesus nas regiões pagãs, explica termos e costumes judaicos, registra a confissão de fé de um gentio (15.39) e o envio do primeiro missionário gentio (5.18,19), ainda chama o templo “ casa de oração para todos os povos” (11.17). (BÍB. ARQUEOLOGICA).

DESTAQUES

  1. A cruz. Marcos realça não só a causa humana (12.12; 14.1,2;  15.10) mas também a inevitabilidade divina (8.31; 9.31; 10.33) da cruz.
  2. Discipulado. Deve-se prestar especial atenção aos trechos sobre discipulado baseados nas predições de Jesus acerca da sua paixão (8.34—9.1; 9.35—10.31; 10.42-45).
  3. Os ensinos de Jesus. Embora Marcos registre bem menos ensinos diretos de Jesus que os demais evangelistas, há um notável realce em Jesus como mestre. 4. O segredo messiânico. Em várias ocasiões, Jesus advertiu discípulos, ou a pessoa a favor de quem operou um milagre, de guardarem silêncio a respeito da identidade dele ou daquilo que fizera (1.34,44; 3.12; 5.43; 7.36,37; 8.26,30; 9.9).
  4. Filho de Deus. Embora Marcos sublinhe a humanidade de Jesus (v. 3.5; 6.6,31,34;  7.34; 8.12,33;  10.14;  11.12), não negligencia a sua divindade (1.1,11; 3.11;  5.7;  9.7;  12.1-11; 13.32; 15.39). (BARKER, 2008).[ix]

Estatísticas: 16 capítulos; 678 versículos; 14.837 Palavras “NTLH 2000”;[x] na ARC 22.867,  Maior capítulo é 14. 72 versículos, e o menor 16 com 20 versículos, As palavras “mestre”, “ensinar” ou “doutrina”, e “Rabi” são aplicadas 39 vezes a Jesus em Marcos. 121 perguntas;[1] 13 vezes Cristo como “Filho do Homem”;[2] 9 Parábolas;[3] 2 Parábolas que em todos os outros não contem; [4] 12 Milagres;[5] 2 Milagres que em todos os outros não contem;[6] há 30 referências do Antigo Testamento;[7] 11 profecias do AT cumpridas em Marcos[8]; 43 versículos cumpridos[9] e conforme confirma DAKE existe 53 versículos de profecia não cumpridos; 30 novas profecias;[10] 582 versículos de história; e 2 mensagens distintas de Deus (1.11; 9.7). A palavra imediatamente (ou sinónimos) é usada por Marcos mais vezes do que em todos os outros evangelhos juntos (veja 3.6). (DAKE, 1995). Grande parte dos episódios narrados, ocorreu na Galileia, onde Cristo iniciou seu ministério. Cafarnaum foi o ponto de partida (1.2 1; 2.1; 33). Dos quatro Evangelhos, o de Marcos é o que mais obedece a uma ordem cronológica; a maioria das histórias foi contada na sequência em que realmente ocorreu. (BÍB. EST. APP).[xi]

 ADQUIRA O LIVRO: MULHERES E HOMENS VIRTUOSOS: QUEM O ACHARÁ.
CLICK NA IMAGEM

[1] 121 Perguntas: 1.24a; 1.27a; 2.7a; 2.16a; 2.18a; 2.24a; 3.4a; 3.23a; 3.33a; 4.13a; 4.21a; 4.30a; 4.38a; 4.40a; 5.7a; 5.9a; 5.30b; 5.35a; 5.39a; 6.2a; 6.24a; 6.37a; 7.5a; 7.18a; 8.4a; 8.12b; 8.17a; 8.27b; 8.36a; 9.11a; 9.16a; 9.19a; 9.21a; 9.28a; 9.33a; 9.50b; 10.2a; 10.17a; 10.18a; 10.26b; 10.36a; 10.38a; 10.51a; 11.3a; 11.5a; 11.17a; 11.28a; 12.9a; 12.14c; 12.23a; 12.26b; 12.28a; 12.35a; 13.2a; 13.4a; 14.4a,6a;14.12b; 14.14a; 14.19a; 14.37a; 14.48a; 14.60b; 1461a; 14.63a; 15.2ª; 15.4a; 15.2a; 15.12a; 15.14a; 15.34b; 16.3a.

[2] Filho do Homem 13 vezes: Mc 2.10; Mc 2.28; Mc 8.31; Mc 8.38; Mc 9.9; Mc 9.12; Mc 9.31; Mc 10.33; Mc 10.45; Mc 13.26; Mc 14.21; Mc 14.41; Mc 14.62.  Mateus menciona 30 vezes Lucas 26 vezes. João 11 vezes.

[3] Parábolas: 1 -A lâmpada debaixo do alqueire Mc 4.21.22; 2 -Pano novo em vestido velho (Mc 2.21); 3 -Vinho novo em odres velho (Mc 2.22); 4 -O semeador (Mc 4.3-8. 14-20); 5 -O grão de mostarda (Mc 4 30-32); 6 -Os lavradores maus (Mc 12.1-11);7 -A figueira (Mc 13.28.29); 8 -A semente que brota e cresce (Mc 4 26-29); 9 -Servos vigilantes (Mc 13.35-37). 

[4] Parábolas que em todos os outros não contem: 1 -Crescimento de semente (Mc 4.26-29); 2 -A observação domiciliar (Mc 13: 34-36).

[5] Milagres:

1 -Um endemoninhado na sinagoga (Mc 1.23-25); 2 - Mãe-de-lei de Pedro curada, “Sogra” (Mc. 1.29-31); 3 -O leproso curado (Mc 1.39-40); 4 -Um paralítico curado (Mc 2.3-12); 5 -Mão ressequida do homem curado (Mc 3.1-5); 6 - A tempestade se acalmou (Mc 4.37-41); 7 - Os endemoninhados curados (Mc 5.1-13); 8 - A filha de Jairo ressuscitou (Mc 5.23-25); 9 - Questão da mulher de sangue curada (Mc 5.25); 10 -A cinco mil alimentados (Mc 6.30-41); 11 -Cristo caminha sobre o mar (Mc 6.48-51); 12 -A filha da mulher Cananéia (7.25-30); 13 -Alimentando 4.000 pessoas (Mc 8.1-9); 14 -Um cego de Betsaída (Mc 8.23-26); 15 -Espírito imundo expulso (Mc 9.17-29); 17 -Cegos curados (Mc 10.46); 16 -Cura de dois cegos “um Bartimeu (Mc 10.46-52); 18 -A figueira que secou (Mc 11.13-14). Sendo os dezoito milagres registrados em seu livro demonstram o poder sobrenatural do Senhor. Oito provam seu poder sobre as enfermidades, 1.31,41; 2.3-12; 3.1-5; 5.25; 7.32; 8.23; 10.46; cinco demonstram seu poder sobrea natureza, 4.39; 6.41,49; 8.8,9; 11.13,14; quatro demonstram sua autoridade sobre os demônios, 1.25; 5.1-13; 7.25-30; 9.26; um demonstram vitória sobre a morte, 5.42.

[6] Milagres que em todos os outros não contem: 1 -Homem surdo e mudo curado (Mc 7.31-37); 2 -Homem cego curado Betsaída (Mc 8.22-26).

[7] 30 referências: Marcos 1.2, confira: Malaquias 3.1; Marcos 1.3, confira: Isaías 40.3; Marcos 4.12, (Jesus), confira: Isaías 6.9-10; Marcos 4.32, (Jesus), Salmo 104.12; Marcos 6.34, confira: 2 Crônicas 18.16; Marcos 7.10 (Jesus), confira: Êxodo 20.17; Marcos 7.10 (Jesus), confira: Deuteronômio 5.16”a”; Marcos 8.18, confira: Jeremias 5.21. 7.11; Marcos 10.1, (Jesus) confira: Deuteronômio. 5.16-20; Marcos 10.4, confira: Deuteronômio 24.1-3; confira: Marcos 10.6. 6, (Jesus) confira: Gênese 5.2; Marcos 10.19, (Jesus) confira: Deuteronômio. 5.16-20; Marcos 11.9-10, confira: Salmo 118.25-26; Marcos 11.10, confira: Salmos 118.26; Marcos 11.17, confira: (Jesus), Isaías 56.7; Marcos 12.10, (Jesus), confira: Salmo 118.22-23; Marcos 12.19, confira: Deuteronômio 25.5 -7; Marcos 12.26, (Jesus), confira: Êxodo 3.6,15; Marcos 12.29, (Jesus), confira: Deuteronômio 6.5; Marcos 12.32 confira: Deuteronômio 5.7; 1 Samuel 15.22; Marcos 12.33, confira: Levítico 19.18; Deuteronômio 4.39; Marcos 12.36, (Jesus), Salmo 110.1; Marcos 13.14, (Jesus), Daniel 11.31; Marcos 13.24-25, (Jesus), confira: Isaías 13.10; Marcos 13.26, (Jesus), confira: Daniel 7.13,14; Marcos 14.27, (Jesus), confira: Zacarias 13.7; Marcos 14.34, (Jesus), Salmos 42.5,11; Salmo 43.5. Salmos quase idênticos; Marcos 14.62, (Jesus), Daniel 7.13,14; Marcos 15.24, confira: Salmo 22.18; Marcos 15.34, (Jesus) confira:  Salmo 22.1, das 30 Jesus menciona 18.

[8] Profecia do AT cumprida em Marcos (11): 1- 1.2a 1a (1.2 Ml 3.1); 2 – 1.3a 2a (1.3; Is 40.3); 3 – 4. 12a (4.12; Is 6.9, 10; Mt 13.14,15; 4 – 7.6a (7.6; IS 29.13); 5 – 11.17b (11.17; Is 56.7; Jr 7.11); 6 – 12.10 a 6a (12.10; S1118.22; cf. At 4.10-12); 7 – 12.36a (12.36; SI 110.1); 8 - 14.27b (14.27; Zc 13.7); 9 – 15.28a (15.28; Is 53.12); 10 – 15.34c (15.34; SI 22.1); 11 – 15.36a (15.36; SI 69.21; cf. Mt 27.34,48; Lc 23.36; Jo 19.29.30);

[9] Profecia do N.T cumprida e sendo cumprida, (43): 1 – 1.7a (1.7,8); 2 – 2.20ª ((2.20); 3 – 4.22a (4. 22- 25); 4 – 6.11b (6.11); 5 – 8.31b (8.31-32); 6 – 9.1b (9.1); 7 – 9.9b (9.9); 8 – 9.12a (9.12); 9 – 9.31ª (9.31); 10 – 9.43a (9.43-49); 11 – 10.29a (10-19-31 sendo cumprida e será completada na vida eterna); 12 – 10.33a 12a (10.33.34); 13 – 10.39a (10.39 não cumprida, porque o reino ainda não veio); 14 – 10.45ª (10.445); 15 – 11.2ª (11.2); 17 – 11.14a (11.14 cumprida, v. 20); 18 – 11.23a (11.23,24,condicional ); 19 – 12.25a  (12.25); 20 – 12.40a (12.40); 21 – 13.2b 21a (13.2 cumprida em 70 d.C., quando Jerusalém foi destruída, Lc 21.13-24; Dn 9.24); 22 – 13.5a  22a  (13.5-37, sendo cumprida e será totalmente cumprida na segunda vinda de Cristo); 23 – 14.8a (14.8.9); 24 – 14.13a (14.13-15); 25 – 14.18a (14.18); 26 – 14.20a (14.20.21); 27 – 14.22b (14.22-25 “v. 25”, que será cumprido no Milénio, Lc 22.15-18,30); 28 – 14.27a (14.27); 29 – 14.28a (14.28-31); 30 – 14.41a (14.41.42);

[10] Novas profecias (30):

 

[i] DAKE. Finis Jennings. Bíblia estudo DAKE, “ARC”, Editora Atos, 1995.

[ii] BÍBLIA SAGRADA Estudo Almeida, “ARA”, Sociedade Bíblica do Brasil. 1999

[iii] THOMPSON, Frank Charles. Bíblia de referência Thompson, editora vida, SP. 1992.

[iv] SPROUL. Robert Charles, A Bíblia de Estudo de Genebra. ”ARA” Sociedade Bíblica do Brasil, SP. 1995.

[v] GUNDRY, Robert H, Panorama do Novo Testamento. Edições Vida Nova. São Paulo, SP, 1978: p. 85

[vi] BÍBLIA DE ESTUDO ARQUEOLOGICA. EDITORA VIDA 2012.

[vii] SANNER. A. Elwood. Comentário bíblico BEACON do livro Marcos, CPAD,

[viii] HORNER Jerry, T h .D . Bíblia DE ESUTUDO Plenitude, SBB,

[ix] BARKER. Kenneth L. Bíblia de estudo NVI, Ed. Vida, 2008.

[x] BÍBLIA SAGRADA, Nova Tradução Linguagem de Hoje, ed. 2000. Editora SBB.

[xi] BÍBLIA de estudo Aplicação Pessoal. CPAD.

Contador de visitas

      

 

BÍBLIA ÁUDIO

ESTUDO PARA FAMÍLIA

LIVROS PARA FAMÍLIA

    

BIBLIA_EM_AUDIODRAMA

ESTUDO PARA A FAMÍLIA

ESTUDO BÍBLICOS

VISITANTES
Contador de visitas